v4 company logo blog marketing digital

CEO: 5 Dicas dos Melhores CEOs do Mundo

Nós ouvimos falar bastante sobre diversas ferramentas, estratégias e tudo o que envolve a parte mais técnica e conceitual do marketing.
O foco de todo iniciante que decide entrar no mundo do marketing digital, sem dúvidas, é a alcançar pessoas e a retenção de clientes.

Mas, o que de fato é a base disso tudo? Quais são, na verdade, os fundamentos de marketing que quem está começando devem se apoiar?

Se você está começando no mundo do marketing digital e gostaria de aprender melhor com os melhores no assunto, te convido a continuar a leitura deste artigo até o fim e conferir as dicas valiosas que separamos pra você!

Desmistificando o marketing digital

Há muitos profissionais entrando no mundo do marketing. Eles estudam algumas ferramentas e acabam se tornando um “ferramenteiro”, ou seja, utiliza essas ferramentas, mas sem entender o real poder delas.

É importante que se entenda os princípios do marketing e o mercado como um todo para que essas ferramentas de fato funcionem.

Nós ouvimos falar bastante sobre diversas ferramentas, estratégias e tudo o que envolve a parte mais técnica e conceitual do marketing.

Mas, o que de fato é a base disso tudo? Quais são, na verdade, os fundamentos do marketing?

Se a ferramenta não funciona, você irá achar que o problema está na própria ferramenta e, muitas vezes, são os fundamentos do negócio que não estão dando certo. 

A galera que está entrando agora para o marketing busca tendências. Além de se apegar ao estudo de ferramentas, estuda também o que está na última moda.

Focam no que está mudando e naquilo que é novo. Fulano aplicou e deu certo. Vou aplicar também! Porém, nem tudo que está em alta é aplicável ao seu negócio. 

Na realidade é diferente. É muito mais vantajoso construir suas estratégias em cima de coisas que não mudam, do que coisas que estão mudando a toda hora.

Quando você entende isso, começa a analisar melhor as estratégias que vem utilizando em sua empresa e avaliar o que dá certo ou não para o seu tipo de negócio.

Nem tudo o que está em evidência é o mais adequado

É muito comum ver diversos profissionais expondo seu trabalho e seus conteúdos na internet, sendo extremamente ativos e presentes no online. 

Porém, nem tudo o que está em evidência é o mais aceitável em nosso negócio. Há profissionais bem sucedidos que se escondem por trás dos bastidores.  

Em um mundo repleto de informações que bombardeiam nossa mente o tempo todo, é difícil saber onde concentramos nossos esforços. 

Para investir pesado em aquisição, é preciso ter no mínimo uma retenção de clientes aceitável. Considerando isso, onde você deveria focar no seu negócio? A resposta é: na sua taxa de crescimento. 

Se você está conseguindo crescer consideravelmente acima do seu mercado, a aquisição deve ser seu foco, ou seja, no tráfego. 

Mas, em um determinado momento, quando você começa a crescer conforme o mercado cresce, está na hora de focar em reter seus clientes, já que começa a se tornar difícil continuar crescendo, quando já se tornou grande.

No longo prazo, a retenção de clientes é mais importante, já que o número de clientes que um mercado tem é limitado por definição. 

O segredo está em saber fazer essa transição na hora certa, mudando o foco do tráfego para a retenção. O tráfego não deve ser ruim, mas a retenção de clientes não PODE ser ruim. 

É fundamental se atentar a essa realidade, pois, com uma retenção boa mesmo o tráfego sendo ruim, você consegue ao longo do tempo conseguir mais clientes. 

Mas, se a retenção for ruim, com certeza seu negócio não irá se conseguir se manter por muito tempo.

Afinal, o que é retenção de clientes?

É claro que o tráfego é importante, já que não se pode reter algo que você não tem. Não é mesmo? É preciso gerar vendas no primeiro momento para alavancar os negócios.

Mas, se reter clientes é fundamental, precisamos entender o que é retenção de clientes e o porquê da sua importância para manter um negócio sadio.

Reter clientes, nada mais é, do que manter os clientes que você já possui, ou seja, fazer com que o cliente que já comprou o seu produto ou serviço continue realizando compras na sua empresa, se tornando um consumidor assíduo do seu produto ou serviço.

É muito importante entender que os custos com tráfego são muito maiores do que com a retenção de clientes. É muito mais trabalhoso conquistar clientes novos, do que manter aqueles que você já possui.

Resultados a longo prazo

Não estamos dizendo aqui que você deve deixar de buscar novos clientes, parando definitivamente com as estratégias de tráfego. Mas, o foco em reter clientes, se tornará mais benéfico ao seu negócio a longo prazo.

Você pode olhar para o seu negócio e dizer: meu negócio está ruim, não tenho lucratividade! 

Talvez, o lucro que você tanto almeja está na base de clientes que serão acumulados com o tempo e que trará uma receita legal ao seu negócio no futuro.

Assim, se torna importante encontrar ferramentas que “prenda” o cliente a você e ter paciência, sabendo que os melhores resultados não serão imediatos.

LTV versus CAC

Em determinados negócios é preciso que haja uma recorrência de compra e aquisição dos produtos e/ou serviços para que a empresa consiga lucrar.

O CAC (Custo de Aquisição de Clientes) depende muito mais da sua oferta do que da qualidade, já que é preciso de uma boa oferta para atrair o cliente.

Já o LTV (Lifetime Value) depende da qualidade do produto ou serviço que você oferece para conseguir a retenção do cliente que você precisa.

Se você tem um baixo ticket, é importante que haja uma frequência de compra maior para cobrir o teu custo de aquisição.

5 dicas dos melhores CEOs do mundo

Agora que você já sabe o que é retenção de clientes e a importância que ela tem para manter a solidez do seu negócio, vamos te apresentar cinco dicas de CEOs que entendem sobre o assunto.

  1. Se o seu público não pode ir até você, vá até o seu público

Essa foi uma estratégia em que Ricardo Dias, da Ambev utilizou para conseguir reter seus clientes em tempos de pandemia.

Em tempos onde as festas e confraternizações não podem ocorrer devido ás restrições da pandemia, a Ambev viu nas lives a oportunidade que precisava para levar sua cerveja, Brahma para o seu público-alvo.

A marca foi uma das patrocinadoras de lives de cantores de sucesso como Gustavo Lima, por exemplo.

  1. Tente entender as necessidades dos seus clientes

Não adianta oferecer um produto de qualidade se o mesmo não atende as necessidades que seus clientes possuem.

João Appolinário, fundador, proprietário e presidente da Polishop, considerado o maior anunciante da TV brasileira, nos alerta que o cliente busca ganhar valor em uma aquisição.

Com isso, a Polishop tem focado seus esforços em produtos que atendam as necessidades daqueles que estão em casa durante o período pandêmico, como equipamentos de ginástica e culinária.

  1. Aprenda a se adaptar

Essa é uma dica da Ginni Rometty, CEO da IBM. As mudanças acontecem o tempo todo em um ritmo acelerado. Assim também acontece com as necessidades dos consumidores.

Os negócios que não conseguem se adaptar as novas facetas do mercado e trazer inovação aos seus produtos, acabam perdendo seus clientes para a concorrência.

  1. Aposte em um bom time de vendas

Não é porque você tem um e-commerce que deixará seu time de lado. O bom trabalho dos seus vendedores é fundamental para a sua retenção de clientes.

Quem sabia disso muito bem era Steve Jobs. Falecido em 2011, era presidente da Apple. O visionário sempre deu atenção ao relacionamento com o cliente e em um time de qualidade para atingir novos níveis.

  1. Tenha um bom planejamento

Não tem como falar dos melhores CEOs do mundo, sem citar Pablo Isla, presidente e CEO da Inditex, corporação espanhola que é a maior empresa de moda do mundo, onde contribuiu muito para o crescimento do conglomerado nos últimos anos.

Isla incentiva ter, além de boas estratégias, um planejamento sólido e bem estruturado, que leve a empresa a pensar nos seus atos em curto, médio e longo prazo.

Conclusão

Você pode perceber no decorrer do artigo que além do tráfego (captação de clientes), é preciso se atentar também a retenção de clientes dentro do seu negócio.

Reter clientes é a base para se obter resultados á longo prazo, o que ajuda contribuir de forma significativa para a consolidação da empresa no mercado.

Sempre é importante observar o que as grandes empresas têm utilizado como estratégia e aplicar aquilo que mais se encaixa em seu negócio. Vale fazer adaptações e apostar na inovação. 

Deve-se olhar para todas as vertentes e tentar consolidar a sua empresa naquilo que é mais consistente, já que nem tudo que é novo e está em evidência é uma boa ideia a ser aplicada.

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email