Melhor Maneira de Começar um E-commerce

E-commerce é um mercado que está em constante crescimento no Brasil, registrando quase 54% de alta no mês de dezembro de 2020, porém, uma dúvida constante é como começar um e-commerce.

Os cases no Brasil e no mundo de lojas que iniciam as suas operações de e-commerce e obtém sucesso são muitos, entretanto, os números de fracasso são ainda maiores.

Você sabe por que isso acontece? 

O mercado de e-commerce envolve diversos fatores diferentes do meio físico, porém, também envolve muitos pontos em comum e que, muitas vezes, são ignorados pelos lojistas.

Fatores como plataforma e mídias de divulgação estão sempre na cabeça de quem está prestes a começar um e-commerce, mas será que somente esses fatores são necessários para que este obtenha sucesso?

É exatamente isso que você vai entender neste artigo, assim como compreenderá o que influencia a viabilidade e o sucesso de um e-commerce que está iniciando os seus trabalhos.

O que é um e-commerce?

Também conhecido como comércio eletrônico, o termo e-commerce trata, basicamente, de negociações envolvendo produtos por meio da internet.

Alguns exemplos de e-commerce são Magazineluiza, Amazon, Lojas Americanas, Submarino, entre outros grandes players que estão cada vez mais fortes no mercado digital e na comercialização dos seus produtos.

No entanto, o e-commerce é somente uma loja na internet? Esse é um erro comum dos lojistas que querem começar um e-commerce: pensar que tudo se resume a uma loja virtual.

E-commerce é varejo

Antes de mais nada, precisamos entender que e-commerce é varejo, ou seja, uma loja virtual é, ainda, uma loja, assim como qualquer outra física que existe no mercado tradicional.

A diferença é que a internet é um meio de comercializar produtos que derruba algumas barreiras, como a geográfica, por exemplo. Via de regra, o e-commerce é apenas um canal de venda da sua marca.

Muitas empresas, inclusive consideram a sua loja virtual como uma unidade da sua rede de lojas físicas, já que demanda estoque, demanda gestão de marketing, demanda preços e distribuição.

Em suma, todos os fatores que envolvem uma loja física também envolvem um e-commerce, porém, com especificidades diferentes.

A sua loja na internet é um ponto de venda no maior shopping do mundo

Essa foi a frase do nosso CEO, Dener Lippert, no episódio 13 do podcast ROI Hunters, aqui da V4, que aborda o tema “Qual a melhor maneira de começar um e-commerce”.

Essa frase é real, já que você precisa pagar alguns custos recorrentes como plataforma de e-commerce e mídias, algo análogo ao aluguel, e concorre com diversas outras lojas, algo normal de um shopping.

A diferença está na forma como esse shopping está disposto e como o consumidor “anda” por ele. Na internet, existe uma concorrência muito maior e uma barreira menor para o cliente navegar entre elas.

Isso faz com que começar um e-commerce seja uma tarefa muito mais difícil do que a maioria das pessoas imagina. Iniciar uma loja virtual exige planejamento, cautela e muito estudo.

Vale a pena ter um e-commerce?

Esta é a pergunta que qualquer lojista deve se fazer para que chegue à conclusão de ter ou não uma loja virtual. Vale lembrar que estamos falando sobre lojas virtuais lucrativas.

Infelizmente, no Brasil, a maior parte dos e-commerces existentes não são lucrativos, pelo contrário, a maioria gera mais despesas do que vendas.

Existem fatores chave que determinam se um e-commerce é viável. Por isso, considere-os antes de começar um e-commerce. Vamos falar sobre cada um deles de forma mais detalhada. Confira!

Produto

Possuir um produto de qualidade, competitivo e que seja comercializável de forma on-line é o primeiro passo para que você consiga obter sucesso no mercado de e-commerce.

Entenda que, no seu segmento, existem muitas outras lojas já ativas e com clientes fazendo visitas aos seus produtos. Você possui produtos para competir com os concorrentes?

Caso a sua resposta seja sim, você pode seguir para o próximo ponto, onde falaremos sobre algo que envolve, também, o produto, porém, em uma análise mais específica.

Preço

Este é um dos fatores mais importantes. O preço é o principal fator de decisão que o consumidor considera na hora de escolher a loja que fará a sua compra na internet.

Obviamente, outros fatores também influenciam, porém, quando duas lojas são postas lado a lado, o preço é o diferencial mais relevante no processo de escolha.

Se o seu produto possui um custo de produção ou aquisição muito alto, você precisará colocar mais uma margem sobre ele para vender. Muitas vezes, outros concorrentes estarão no mercado com preços mais baixos.

É nesse momento que surge o questionamento: o que você entregará para suprir a diferença de preço? Que diferencial será entregue para quebrar essa objeção? 

Se o seu objetivo é começar um e-commerce, porém, você não está competitivo no mercado com relação a preço, dificilmente terá sucesso nessa nova jornada.

Todavia, se você possui produtos de qualidade e um preço competitivo, siga a análise, pois a sua jornada com uma loja virtual de sucesso pode estar começando.

Distribuição

O terceiro, porém, não menos importante que os anteriores, é a distribuição. Em suma, este fator se resume à capacidade que a sua empresa tem de entregar os produtos para os clientes com certa rapidez.

Lembre-se que os grandes players do mercado possuem opções de frete com poucos dias. Um excelente exemplo é a Amazon, que chega a entregar produtos em 2 dias úteis, para clientes Prime.

O poder de distribuição é outro fator de decisão primordial, afinal, as pessoas não estão dispostas a esperar por muito tempo pelos seus produtos. Este tempo de espera só é tolerável para compras de valor muito baixo.

Um excelente exemplo são os e-commerces da China, que vendem produtos muito baratos com tempos longos de entrega. A relação entre preço e frete precisa ser feita para se obter sucesso ao começar um e-commerce.

No Brasil, as lojas que possuem centros de distribuição no sudeste costumam ter melhores desempenhos, já que o valor do frete fica acessível para qualquer região do país.

Como começar um e-commerce?

Se você analisou os requisitos acima e entendeu que o seu negócio permite a criação de uma loja virtual com potencial de sucesso, chegou a hora de entender o que você precisa fazer para gerar vendas.

O entendimento que começar um e-commerce é semelhante a abrir uma loja física é interessante para que você identifique o que precisa ser feito.

Controle de operação

É fundamental que a sua equipe esteja preparada para receber a demanda de um e-commerce. Desde a concepção e faturamento da venda até a separação e o envio devem estar mapeados e funcionando perfeitamente.

Gerar tráfego

Falando de captação de clientes, este é o primeiro passo para começar um e-commerce de sucesso. Se você não tiver pessoas acessando a sua loja, como poderá vender para elas?

Assim como no ambiente físico, onde você precisa que os clientes entrem no seu estabelecimento para comprar, no e-commerce é necessário que eles cheguem até o seu ambiente.

Um bom modo de captar tráfego é utilizando os marketplaces, que já possuem público e disponibilizam espaços para você mostrar os seus produtos.

No entanto, eles são interessantes apenas para começar as vendas e testar os fatores de produto, preço e distribuição. Ficar refém dos marketplaces no longo prazo é perigoso.

Garanta um checkout rápido, seguro e transparente

Grande parte dos lojistas que não obtém sucesso no mercado de e-commerce possui problemas no processo de checkout. Processos demorados e ambiente que não transmite segurança são os principais fatores.

O momento da finalização da compra é crucial no processo de vendas. O cliente já escolheu o produto e definiu que é na sua loja que fará a compra, você só precisa fazer com que a experiência de conclusão seja boa.

Imagine que você entrou em uma loja física e após escolher o produto desejado e se dirigir ao caixa, você se deparou com uma fila imensa, um sistema lento e um processo que não passa segurança.

Muitas pessoas se mantêm ali porque não querem ir a outras lojas e ter que escolher novamente os produtos, porém, na internet esse processo envolve poucos minutos.

Ao se deparar com uma dificuldade, no e-commerce, o primeiro recurso do usuário será buscar o mesmo produto, com um preço semelhante, em outra loja, buscando um processo mais rápido e mais seguro.

Provavelmente, você não conseguirá recuperar esse cliente e terá uma oportunidade de venda perdida. Por isso, a experiência do cliente no checkout é um fator decisivo para o sucesso de qualquer e-commerce.

Conclusão

É claro que começar um e-commerce envolve muitos outros fatores, desde o ambiente interno e operacional da empresa até o ambiente virtual e as ferramentas de mídia.

O conteúdo deste artigo envolveu os fatores principais, básicos, que definem a viabilidade e o sucesso de uma loja virtual. Utilize-os como base da sua decisão e garanta que eles sempre serão atendidos.

Dessa forma, a sua loja virtual terá mais chance de gerar resultados positivos e o seu negócio adquirir um novo canal de venda que proporciona crescimento e aumento de faturamento.

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email