Como Construir uma Boa Linha Editorial de Conteúdo

BOA LINHA EDITORIAL DE CONTEÚDO

Já não é novidade que o planejamento é o coração de qualquer estratégia de marketing. Dentro do planejamento, uma das técnicas mais populares atualmente é a criação de uma linha editorial de conteúdo.

Com a necessidade de imprimir constância, busca-se constantemente uma forma de tornar a criação do planejamento mais prática e, ao mesmo tempo, garantir a efetividade dos conteúdos publicados.

Independentemente da mídia social utilizada, construir linhas editoriais é uma prática interessante, de forma que garante consistência, que é um dos pilares de qualquer planejamento de sucesso.

Se o seu objetivo é otimizar tempo para realizar um planejamento de marketing e, ao mesmo tempo, manter a qualidade da estratégia, esta técnica será muito útil.

Este artigo tem o objetivo de te mostrar o que são linhas editoriais de conteúdo, qual a sua importância e como você pode cria-la. Siga a leitura e entenda como aprimorar o seu planejamento com esta importante técnica.

Como Construir uma Boa Linha Editorial de Conteúdo

O que são linhas editoriais de conteúdo?

Você já parou para analisar a criação de conteúdo de algumas marcas? Normalmente, os temas de publicações seguem direcionamentos que formam um padrão.

Normalmente, os grandes players possuem varias linhas editoriais que são inseridas na rotina de conteúdos de forma paralela, entregando constância, qualidade e coesão para a estratégia de marketing que foi planejada.

Na prática, podemos imaginar um cenário onde determinada empresa decide publicar conteúdos no estilo X na segunda-feira, Y na quarta-feira e Z na sexta-feira.

Dessa forma, o estilo X formará uma linha editorial, Y outra e Z outra. Todavia, para facilitar o seu entendimento, vamos nos aprofundar um pouco mais sobre como você pode fazer essa criação.

Para que servem as linhas editoriais?

Os benefícios desta organização do planejamento são muitos, porém, podemos destacar a otimização de tempo na hora de planejar as publicações e a facilidade na hora de empregar consistência na sua rotina de postagens.

Como construir linhas editoriais que sejam úteis para a sua empresa?

Levando para a prática, construir linhas editoriais não é algo complexo, já que você só precisa definir um conceito para as publicações e eles, provavelmente, estarão inseridos dentro de uma linha.

Porém, o mais importante nessa estratégia é garantir que todas as publicações terão um propósito e serão úteis na sua estratégia geral, seja para gerar engajamento ou para converter seguidores em clientes.

Um dos erros mais comuns, principalmente para negócios que não possuem suas ações de marketing bem estruturadas, é realizar publicações apenas para “não ficar sem”.

Esta é uma falha básica que precisa ser evitada. Normalmente, publicações sem propósito possuem um nível de engajamento mais baixo, são vistas por uma quantidade menor de pessoas e não surtem efeito positivo algum.

Algumas linhas editoriais tradicionais e que podem complementar a sua estratégia são as que descreveremos à seguir. Confira.

1.              Conteúdos técnicos

A primeira e mais “fácil” de ser criada, já que está diretamente relacionada com o que a sua empresa faz, ou sobre os produtos que comercializa.

Para a linha editorial de conteúdo técnico, você precisará demonstrar a expertise da sua marca no seu segmento de mercado, assim como entregar um conteúdo que seja transformador para a sua audiência.

Por exemplo, no caso de uma empresa que vende curso pré-vestibular on-line, um exemplo de conteúdo para a sua linha editorial técnica são as dicas rápidas sobre matérias que podem cair no ENEM ou nas provas de vestibular.

Conceitos básicos como macetes de fórmulas de física ou resumos de história podem contribuir para os estudos dos alunos, gerar engajamento e, ao mesmo tempo, contribuir para a autoridade da marca.

Lojas de roupas podem falar sobre formas de combinar os seus produtos, ou sobre os tecidos utilizados. Tudo isso terá um efeito muito positivo, desde que produzido da forma correta e com a constância necessária.

Vale ressaltar que esses conteúdos costumam se relacionar diretamente com pessoas que já estão mais próximas de efetuar uma conversão. Portanto, podem acompanhar Call to Actions mais agressivos.

2.             Conteúdo de cotidiano

Para construir uma linha editorial de conteúdo que seja realmente efetiva, é fundamental que a sua marca construa conteúdos de cotidiano. Normalmente estes são os mais simples, porém, os que são menos utilizados.

Na prática, conteúdos de cotidiano são aqueles que humanizam uma marca, mostram o dia a dia da equipe e que podem retratar a vivência dos colaboradores.

Geralmente, o canal ideal para este tipo de conteúdo são os stories, porém, imprimir consistência com publicações diárias é muito mais difícil do que parece.

Mesmo sendo algo extremamente simples, os colaboradores acabam entrando na sua rotina diária de tarefas e deixam a produção dos stories de lado.

Outro erro que impede as empresas de se apresentarem com maior constância diariamente é a necessidade de criar conteúdos super produzidos em 100% dos casos.

Por se tratar de um tipo de conteúdo mais simples, o ideal é que ele seja realmente despojado e que mostre o lado humano das pessoas que estão dentro da empresa.

3.             Provas sociais

Aqui um tipo de conteúdo que exige um pouco mais da equipe para produzi-lo, haja vista que não depende apenas dos colaboradores da empresa ou da equipe de marketing para ser construído.

Uma linha editorial de conteúdo de prova social visa trazer outras pessoas para falar da sua marca ou do seu produto. Este tipo de tema costuma trazer credibilidade e contribuir para a autoridade da sua empresa perante o público.

O mais comum é que os próprios clientes sejam estimulados a gravarem vídeos ou enviarem mensagens falando sobre a sua experiência com a marca, porém, não são só eles que podem contribuir.

Parceiros de negócio também podem ser utilizados, afinal, o seu objetivo será reafirmar aquilo que costuma prometer em seus discursos de venda.

Se a sua equipe comercial costuma prometer determinada transformação, é fundamental que existam conteúdos que provem determinada promessa.

Mostrar resultados e o depoimento dos clientes com eles é uma importante forma de demonstrar o sucesso e a qualidade dos produtos/serviços vendidos pelo seu negócio.

4.             Lives

O tipo de conteúdo que estourou na pandemia e que ainda é muito útil para, basicamente, qualquer tipo de negócio. Transmissões ao vivo possuem um poder de conexão único da marca com a sua audiência.

Apesar de parecer que as pessoas “cansaram” das lives, a verdade é que o público só não consome conteúdo que não tem relevância. Se você criar uma transmissão que seja relevante, a sua audiência estará lá para assistir.

Durante os eventos ao vivo, procure interagir com os expectadores, responda às suas dúvidas e entregue um conteúdo realmente transformador para cada um deles.

Dessa forma, a conexão gerada será ainda maior e eles estarão muito mais próximos de realizar uma conversão.

Não é à toa que os lançamentos de produtos digitais, como cursos e treinamentos on-line, são feitos por meio de lives na grande maioria dos casos.

Essa prática é encorajada, inclusive, por grandes players de infoprodutos, como Érico Rocha, Priscila Zillo, entre outros.

Não esqueça que, por estarem mais próximos da sua marca e mais propensos a realizarem ações, as transmissões ao vivo são uma excelente oportunidade para você comercializar produtos ou serviços.

5.             Autoridade

Por fim, nossa última sugestão de linha editorial de conteúdo são os conteúdos de autoridade. Neles, você transmitirá o quanto a sua empresa é referência naquilo que faz.

Utilize os mais variados formatos, desde vídeos até as próprias transmissões ao vivo para entregar este tipo de conteúdo. O mais importante é impactar a sua audiência.

Conteúdos de autoridade podem ser, por exemplo, prêmios recebidos pela sua empresa, ou grandes eventos que a sua equipe participou. Na realidade, estes conteúdos podem, inclusive, estar inseridos em outras linhas editoriais.

Além disso, você também pode utiliza-los para criar uma certa transferência de autoridade, convidando outras pessoas para participar e mesclar a audiência em busca de novas pessoas engajadas.

Por exemplo, nós, aqui da V4, buscamos sempre criar conteúdos com os nossos parceiros, nossos franqueados e, também com os nossos conselheiros. Tudo isso mostra um pouco sobre a grandeza da marca e cria autoridade com os clientes.

Os conteúdos com o VP da VTEX, Alfredo Soares, transmitem um pouco do nosso conhecimento sobre o mercado de e-commerce e, ao mesmo tempo, nos coloca com um certo nível de referência no assunto.

Outro estilo de conteúdo de autoridade são os collabs, que são conteúdos criados em parceria com outras marcas. Isso também serve para transferir autoridade de uma marca para a outra e contribuir para a estratégia.

Conclusão

Construir linhas editoriais de conteúdo é uma prática necessária, hoje em dia, para as empresas que desejam dar maior velocidade para as suas ações de marketing e garantir que as suas publicações não serão em vão. Em vez de utilizar as suas energias para construir publicações de “dia de alguma coisa”, procure centralizar os esforços em conteúdos que possuem propósito e que contribuirão para o sucesso do seu planejamento de marketing

V4 Company

Quer saber como se tornar um verdadeiro profissional de Marketing?

Aprenda com os melhores profissionais conceitos como:
Fundamentos de negócios,
Fundamentos de marketing,
Como atender seus clientes,
Como vender o seu serviço
E diversos outros módulos que formam um verdadeiro cientista do Marketing.

Não perca a chance de transformar sua carreira com o domínio destes conhecimentos

Clique aqui e conheça a nossa formação em Marketing.

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email