Top 5 Erros no E-commerce | Verdade Nua & Crua

Para quem já é veterano no universo do e-commerce já vivenciou os erros que iremos abordar neste conteúdo. Porém, para quem é novato no segmento, continue comigo para evitar comete-los.

Os 05 erros mais comuns dentro de e-commerce.

  1. Nicho de mercado;

O mercado de e-commerce no Brasil é extremamente competitivo, de margens baixas e operações super complexas. E se você está pensando em iniciar um projeto de e-commerce, o primeiro ponto que você deve pensar é qual o nicho que você fará parte.

Dependendo do nicho que você escolhe trabalhar, as barreiras de entrada serão mais altas com operações mais complexas e como dito anteriormente, margens mais baixas. Ao passo que alguns outros nichos favoreçam a sua operação.

A título de exemplos, podemos pensar no nicho de moda, com uma alta concorrência, que não tem muitas diferenciações entre produtos, pode ser que em um primeiro momento, para um inciante você terá problemas, não conseguindo operar de fato algumas etapas.

Na prática, você deve entender que o e-commerce até então não consegue bater a marca de 5% de vendas do varejo no Brasil, sendo no EUA uma média dos 15%.

(Mesmo sabendo que no momento estamos passando por uma crise singular, que está mudando o comportamento do consumidor e que talvez possa mudar estes números futuramente).

Mas trazendo ainda para os dados presentes, boa parte do consumo no varejo está alocado no espaço físico, como por exemplo, a moda.

Se formos comparar o nicho de moda com o de iluminação por exemplo, o nicho de moda é muito mais comodo comprar presencialmente pelo fato de poder experimentar o produto.Já quando falamos em pequenos objetos de iluminação como lampadas, luminárias e etc, estes não tem como prioridade a compra física.

Visto que muitas vezes, o consumidor pode não ter acesso a um item próximo da sua localização. Então fica mais “comodo” e usual comprar também via e-commerce. (Falamos por experiência própria, com um cliente do segmento que vêm faturando alto desde que implementou a sua loja online.)

2. Ter preço competitivo;

Um vez que você encontrou o nicho certo, você precisa ter preço competitivo. A menos que seu produto tenha uma grande diferenciação, e na maioria das vezes este não é o caso, a competitividade irá se dar pelo preço.

Existe obviamente outras alternativas de compra que não necessariamente competem por preço, mas sim pela experiência de compra, entretanto, em sua maioria será o preço que falará mais alto.

3. Operação de Logística;

No Brasil existe um problema sério de logística e os e-commerces atuantes no pais concentram, na grande parte, suas atividades no sudeste. E se você não tem uma operação logística em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, provavelmente seu preço de frete e tempo de entrega muito altos, que por consequência, torna a sua competitividade ainda menor.

Uma estratégia que você pode utilizar, é trabalhar em um limite de atendimento em um raio de tanto KM entorno do local em que você atua. E quanto mais condições você vai criando de operação, você terá como expandir essa distância para atender as demais áreas.

 4. Explorar marketplace.

Existem diversos canais de marketplace que não são explorados por muitos profissionais. Canais estes que você pode testar para ver se o seu produto vende e você consegue uma competitividade dentro da plataforma sem um grande custo de mídia.

O grande erro de profissionais é não investirem em tráfego. Dentro de um ecommerce você precisa ter demanda, pessoas navegando, circulando pelo seu site. Se você cria a sua própria loja online, você tem muito mais trabalho para criar tráfego dentro dela, diferente de quando você testa outras plataformas de marketplace que já tem sua estrutura consolidada.

5. Produção de conteúdo para e-commerce.

Não apostar em produção de conteúdo para o seu ecommerce é um grande erro, pois sua taxa de conversão pode ser baixa. As pessoas precisam saber o que é e para que serve o seu produto. Quando você investe em conteúdo, o consumidor tem mais clareza de como o seu produto pode solucionar o seu problema ou desejo.

Invista em conteúdos de diferenciação, do contrário você será mais um na multidão. Uma vez que o seu cliente não terá contato com o seu produto, quanto mais atrativo visualmente o seu produto for, maiores serão as suas taxas de conversão.

Todos estes 05 erros são abordados pelo nosso CEO Dener Lippert e Gabriel Robiati em nosso novo vídeo para o canal no youtube. Assista o conteúdo completo clicando na imagem abaixo:

Veja também:

⭕ Quer o acompanhamento da V4 Company para obter resultados para a sua EMPRESA?Então acesse: 👉 https://bit.ly/2VfqP75

⭕ Quer atuar com uma carteira de clientes, sendo parceiro da V4 Company? Trabalhe em Home Office e tendo todo suporte de profissionais que atuam com Marketing Digital há anos com a FRANQUIA da V4! Acesse: 👉 https://bit.ly/2wLvlRq

⭕ Conheça a Formação CIENTISTA DO MARKETING, aumente seus conhecimentos e trabalhe com Marketing Digital utilizando o Método V4. Acesse: 👉 https://bit.ly/2yjq2t5

– – – – –

Curta nossa página: 👉 http://www.facebook.com/v4webmarketing/

E acesse o nosso Instagram: http://www.instagram.com/v4company.com/

Deixe seu Comentário

Posts Recentes

O que a V4 faz?

A V4 é uma Assessoria de Marketing Digital que aprimora e potencializa o seu processo de vendas pela internet.

Diferente de muitas agências, que usam parte do valor que você investe em mídia para a própria remuneração, nós não agenciamos nada. Na V4, não há conflito de interesses. Nosso foco absoluto é gerar resultados para os nossos clientes.

Contamos com mais de 80 escritórios por todo Brasil, com especialistas treinados para diagnosticar o momento do seu negócio e aprimorar as ações de marketing digital, para você vender mais

São mais de 8 anos de atuação e mais de R$ 12 milhões investidos em marketing digital. Neste período, já ajudamos desde grandes marcas como Spotify, W12, Wizard, até pequenas academias de bairro.