Plano de mídia: o que é e como montar um para o meu negócio?

O que anúncios bem-sucedidos na internet e nas redes sociais têm em comum? Um plano de mídia estratégico e focado nos objetivos da empresa. 

Dessa forma, o plano de mídia, ou planejamento, consiste em uma ferramenta que irá auxiliar a marca a conquistar as metas pré-estabelecidas. Ou seja, é nele que serão definidos os canais, a frequência, o formato e os investimentos em cada plataforma de anúncio.

No texto a seguir, a gente vai contar tudo o que você precisa saber sobre plano de mídia, bem como algumas dicas para te ajudar a montar o seu. Acompanhe!

O que é, e para que serve um plano de mídia?

Tão importante quanto saber vender o produto e a qualidade do anúncio, é a distribuição da mensagem. Por isso, o plano de mídia é tão importante na hora de vender pela internet. 

Em síntese, o plano de mídia é uma ferramenta usada para definir as estratégias e os canais que serão utilizados para divulgar um produto, serviço ou empresa. Além disso, ele também é usado para acompanhar o andamento e os resultados da campanha. 

Dessa forma, para que um plano de mídia seja bem-sucedido, ele precisa estar de acordo com os objetivos da empresa, e não o contrário. Afinal, a ferramenta é o caminho, porém os interesses comerciais são a linha de chegada.

Por que investir em um plano de mídia?

Como diz o ditado: quem não é visto, não é lembrado. Por isso, pensar nas ações de venda e nos conteúdos divulgados no digital é algo muito importante. 

Segundo dados da Neotrust, o e-commerce brasileiro faturou R$161 milhões em 2021, o que significa um crescimento de 26,9% em comparação com o ano anterior. 

Ou seja, esses números demonstram a importância de se fazer presente on-line, bem como o potencial do uso de ferramentas online para impulsionar vendas. 

Plano de marketing digital X Plano de Mídia

Um plano de marketing digital é bem mais abrangente que um plano de mídia. 

Enquanto um planejamento de marketing digital diz respeito a presença e o posicionamento da marca nas redes sociais, o plano de mídia se volta para os canais pagos, como Google Ads, Facebook Ads, entre outros.

Confira as semelhanças e diferenças entre cada um:

Plano de marketingPlano de mídia
Gerenciamento de redes sociais✅- Faz parte de um plano de mídia❌- Não faz parte de um plano de mídia
Gerenciamento de plataformas de anúncio, como Google e Facebook Ads.✅- Pode fazer parte das estratégias de marketing digital, mas não é um item obrigatório.✅- Canais onde serão veiculadas as campanhas de venda online.
Tipos de tráfego: ✅- Tráfego Orgânico✅- Tráfego Pago✅- Tráfego pago
EstratégiasAções de social media, blog posts otimizados com SEO, e-mail marketing, Inbound e Outbound Marketing, Marketing de Conteúdo, Marketing de Relacionamento e Marketing de Influência.Posts patrocinados nas redes sociais, banners em sites

Em resumo, o planejamento de marketing digital consiste em um conjunto de estratégias que vão guiar as ações da marca no ambiente online. 

Já o plano de mídia será uma ferramenta usada para definir como a marca ou empresa irá se apresentar nos canais de mídia paga.

6 passos para montar o seu plano de mídia

Com um plano de mídia estratégico, o seu negócio só tem a ganhar. Afinal, uma das funcionalidades dele é manter a empresa relevante e no radar dos consumidores.

Além da definição de quais canais serão usados para anunciar, outros itens são necessários se observar ao criar um plano de mídia. Veja quais são eles:

1- Defina os seus objetivos 

Primeiramente, reflita sobre os resultados que você deseja obter ao final de uma campanha. 

Assim, a partir dos objetivos será mais fácil traçar as metas necessárias para alcançá-los. E assim, analisar os resultados obtidos ao final do período de veiculação da campanha. 

2- Estabeleça um orçamento para o plano de mídia

Cada plataforma tem as suas particularidades de anúncio, e uma delas é o preço. Assim, quanto mais robusta for a estratégia, maior será o investimento.

Além dos custos com a plataforma onde o anúncio será veiculado, o orçamento precisa abranger as despesas de produção do conteúdo. 

Entre elas, podemos destacar as remunerações de profissionais de redação e arte, ou seja, os responsáveis por fazer o criativo do anúncio. Ou seja, caso a peça seja em um outro formato que não o estático, o custo de um editor de vídeo terá que entrar nessa soma.

3- Conheça os seus concorrentes

Pesquise como negócios semelhantes ao seu usam os espaços de mídia. Pontue os pontos positivos e negativos. Assim, você fica por dentro das novidades e das práticas do mercado.

Uma ferramenta que você pode usar para observar as estratégias adotadas por outras empresas é a biblioteca de anúncios do Facebook. Lá, você encontra uma série de anúncios que estão sendo veiculados na plataforma.  

4- Estude as plataformas 

Unsplash

Google Ads, Facebook Ads, TikTok for Business, LinkedIn Ads e Twitter Ads são algumas das várias plataformas disponíveis para anúncios nas redes sociais. 

Entretanto, cada uma delas possui as suas particularidades, como por exemplo segmentação, alcance e valores. Assim, o que vai definir a escolha de uma ao invés de outra são os seus objetivos.

Ou seja, para que os resultados desejados sejam atingidos, escolha os canais de forma estratégica. 

Assim, você realiza investimentos sem ultrapassar o orçamento. E as chances de venda aumentam, já que o foco dos anúncios está direcionado para o público certo.

5 – Antes de publicar, teste seu plano de mídia

Algumas plataformas de anúncio, como por exemplo, o Facebook Ads e o Google Ads, oferecem a possibilidade de realizar testes antes de colocar a campanha no ar.

Ao realizar testes A/B, você pode pensar em diferentes estratégias para um anúncio, e sem precisar colocar a mão no bolso além do orçamento já definido.

6- Estabeleça um calendário de publicações

Escolhidos os canais de comunicação e com os criativos, ou seja, as peças de veiculação prontas, é hora de colocar o anúncio no ar. 

Algumas ferramentas demoram cerca de 24 horas para aprovar o anúncio e colocá-lo no ar. Por isso, programe-se para que as campanhas sejam veiculadas durante o período pré-estabelecido.

Quais KPIs acompanhar em plano de mídia?

Tão importante quanto colocar a campanha no ar e os resultados, é o processo. Por isso, ao criar o seu plano de mídia tenha em mente quais indicadores você deseja acompanhar. 

Os KPIs serão essenciais para definir os canais onde a campanha será veiculada e analisar os resultados.

Alguns exemplos de indicadores de desempenho que você precisa incluir no seu planejamento são: 

  • Alcance;
  • Frequência;
  • Impressões;
  • CPM – Custo por mil impressões;
  • CTR – Taxa de cliquesç
  • CPA – Custo por aquisição.

Plano de mídia com quem é autoridade no assunto

O plano de mídia é uma ferramenta essencial para que a gente possa colocar em prática o tráfego, o primeiro dos quatro pilares do nosso método de vendas V4. 

Em nossa assessoria de marketing, trabalhamos para desenvolver planos de mídia estratégicos, que atendam as necessidades e os objetivos dos nossos clientes. 

Na nossa visão, o planejamento de mídia é importante para o negócio como um todo, e também uma forma de auxiliar os nossos times de vendas e marketing no desenvolvimento de suas tarefas. 

Quer saber ainda mais sobre vendas e o universo do marketing? Acesse o nosso conteúdo especial sobre o que é marketing digital

Deixe seu Comentário