E-commerce: o que você precisa saber para vender mais

Se você tem um negócio e está sempre atento às tendências de mercado, marketing digital e tudo que pode fazer sua empresa alavancar vendas, sem dúvidas já ouviu falar de e-commerce. As lojas virtuais chegaram há um tempo e hoje não temos mais dúvidas de que elas vieram para ficar.

Se antes tínhamos dúvidas sobre comprar online, hoje o cenário é muito diferente. Afinal, com novas ferramentas e segurança em todas as transações garantidas, ter uma loja online pode ser a opção ideal para o seu negócio. 

Além disso, outra vantagem interessante do e-commerce, é que ele complementa sua estratégia de Inside Sales. Ou seja, servindo como mais uma referência da sua empresa para seus clientes. Assim, hoje você vai entender o que é um e-commerce, para quais tipos de negócios ele se torna uma opção e o que é preciso para ter uma loja virtual

Primeiramente, o que é e-commerce?

Mas afinal, o que é isso? O e-commerce, ou comércio eletrônico, é uma forma de negócio onde todas as transações acontecem somente no ambiente digital. Ou seja, isso vai desde a escolha de um produto, finalização do pedido e o pagamento do produto. Assim, cada uma dessas etapas acontecem em um site ou um aplicativo.

Vale destacar que além do processo ser totalmente digital, ele ainda possui algumas características semelhantes ao que está presente em um loja física, como os diferentes tipos de pagamento. Seja no boleto, pix, cartão de crédito ou débito, o consumidor escolhe o que melhor se encaixa.

Dessa forma, o e-commerce não é um mero ponto de vendas na internet. Ele funciona como uma vitrine virtual dos seus produtos e precisa ser estruturada e organizada para atrair os clientes no ambiente digital.

Assim, a única parte do processo que acontece fora das redes é a entrega física do produto, que pode ser feita pela parte logística da própria empresa ou com a contratação de um transporte terceirizado. Tornando a experiência de compra facilitada e prática, já que o cliente pode acessar a loja online dentro de casa, seja com um computador, smartphone ou tablet, basta ter acesso à internet.

Apesar de ser facilitado para o cliente, o empresário que deseja inserir o seu negócio no mundo digital do e-commerce precisa ficar ligado nas peculiaridades desse ambiente e as funcionalidades. Como por exemplo

Para quem serve o e-commerce?

A principal função do comércio eletrônico é melhorar a experiência de compra do consumidor, reduzindo o tempo que seria gasto com o deslocamento até uma loja física, por exemplo. Alem disso, aspectos como a entrega em casa, conveniência da compra, maior variedade de produtos e principalmente a tendência dos preços mais baixos são ótimos atrativos para o cliente. Entretanto, também são uma dica para a empresa que quiser se destacar nesse meio.

O objetivo principal é melhorar a experiência do cliente, mas e para a empresa? Por que você deveria adotar o e-commerce?

Se você quer abrir o seu negócio sem se preocupar com o aluguel de imóvel para loja física, ou qual é o melhor bairro para atrair os clientes certos, o e-commerce é uma ótima saída. Sem a necessidade de um local físico para expor os produtos, móveis e equipamentos para atender clientes, esse gasto é inexistente.

Outro ponto importante a ser destacado sobre o e-commerce é a disponibilidade do serviço durante 24h por dia. Com toda estrutura de exposição, compra e pagamento sendo feita 100% pela internet, o cliente tem acesso ilimitado.

Além disso, o e-commerce também é uma ótima opção se você não se sente pronto para aumentar mais um gasto no seu planejamento: funcionários e vendedores. O comércio digital usa a internet como o único canal que une o seu produto ao cliente, com isso, não existe a necessidade de contratar vendedores. A internet é o seu vendedor.

Claro que não é tão simples assim, a internet torna muitos processos invisíveis por ser capaz de criar um ambiente de vendas online. Isso ainda faz com que outros aspectos que não estavam presentes na gestão de uma loja física sejam necessários. Quer abrir um negócio no mundo do comércio on-line? Saiba o que você precisa.

O que preciso para ter um e-commerce?

Agora que você sabe o que é um e-commerce e como ele pode ser a melhor opção para o seu negócio, é hora de entender o que é necessário para ter uma loja virtual. Afinal, se engana quem pensa que apenas a presença na internet já é o suficiente. Para ter um e-commerce de sucesso, é preciso muito planejamento.

Além disso, é importante lembrar que um e-commerce é uma loja e, assim como o comércio físico, possui uma série de demandas. Afinal, atender a todas as exigências do negócio, como planejamento, escolha de plataforma, softwares de administração, sistema de pagamento, transporte e entrega e, claro, estratégias de marketing digital, pode levar um tempo, mas garantem o sucesso da sua loja. 

Planejamento

Loja física ou on-line, uma coisa é sempre certa, você precisa se planejar! E com o e-commerce isso não deixa de ser diferente. Independente de qual for o seu produto, você precisa levar em consideração algumas coisas como qual plataforma de e-commerce você escolhe, site ou aplicativo?

Já sabe qual vai ser o sistema de pagamento das compras? E a logística da entrega? São muitas partes de um negócio que precisam ser levadas em consideração no seu planejamento. Cada etapa precisa estar bem alinhada, principalmente com a quantidade de dinheiro que você tem disponível para cada um desses processos.

Escolha uma plataforma de e-commerce que atenda as necessidades do seu negócio

Agora que você já fez todo o planejamento para ter um e-commerce, é hora de “colocar a mão na massa”. Assim, o primeiro passo é escolher a plataforma que vai abrigar sua loja. A plataforma de e-commerce é o sistema em que sua loja está hospedada. Dessa forma, é nesse sistema que você vai criar o seu site, personalizá-lo, cadastrar seus produtos, gerenciar estoque e tudo que o um comércio eletrônico exige. 

Para escolher a melhor plataforma, é preciso definir quais são as ferramentas básicas necessárias para o tipo de produto que você vende. 

Fique atento a algumas coisas:

Cadastro do produto no e-commerce

Toda plataforma vai (e deve, por óbvio) oferecer essa função. Essa é a parte mais importante do seu site, pois é onde você vai colocar seus produtos à disposição dos seus clientes. É necessário que a plataforma permita que você cadastre todos os detalhes do que você vende.

Quem é do segmento calçadista, por exemplo, precisa que a plataforma possibilite o cadastro das variações de tamanho e cor. Além disso, é importante pensar em todas as características do seu produto que são importantes para o consumidor, como peso, medidas, material e outras especificações. 

Outro ponto a ser levado em consideração é se o cadastro dos produtos precisa ser manual ou se a plataforma permite a integração com a plataforma de ERP que você já utiliza, possibilitando que o cadastro e atualização de estoque ocorra de maneira automática. 

Loja visualmente bonita e responsiva no e-commerce

É muito importante que a plataforma ofereça um site bonito, que permita alterações de layout conforme a identidade da sua marca. Além disso, é imprescindível que a loja seja responsiva, ou seja, se adapte a qualquer tela que o usuário esteja acessando. Um e-commerce com um bom design e layout é como a vitrine de uma loja física.

Integração com outros canais e softwares 

Um aspecto que pode ser decisivo na hora da escolha, é se a plataforma permite a integração com marketplaces. Se você optou por expandir ainda mais sua loja e vender seus produtos em sites de venda como Americanas e Mercado Livre, é necessário que sua loja seja integrada. Essa conexão permite unificar todos os seus pedidos e que a atualização de estoque aconteça automaticamente. Além de claro, não precisar subir manualmente seus produtos para cada marketplace.

SEO:  se você tem algumas noções de o que é marketing digital sabe o quão fundamental é investir em otimização para o seu site. Na hora de decidir qual plataforma vai abrigar sua loja, não deixe de pensar em quais ferramentas elas oferecem para SEO.

Algumas plataformas de e-commerce:

Invista em softwares para gerenciar melhor seu e-commerce

Quem já tem um comércio físico provavelmente já investiu em um ERP e um CRM. Para o e-commerce esses softwares também são essenciais. Um ERP capaz de unir tudo que você precisa para gerenciar uma loja física e seu e-commerce é uma grande ajuda. Na hora da escolha da plataforma e do ERP, leve isso em consideração. 

Pagamento

O sistema de cobrança de um e-commerce é um dos principais focos que você deve ter durante a estruturação da sua empresa. É nele onde o clímax da compra acontece, o pagamento, e também é nesse momento onde o cliente deposita os seus dados mais importantes.

Garantir a segurança digital deve ser uma prioridade, uma solução para isso é a criação de um “sistema direto”, que irá funcionar como uma espécie de “caixa” dentro do e-commerce. Também é possível o uso do pagamento indireto, com um “sub-adquirente” como o PagSeguro ou o Paypal, por exemplo.

Entrega 

Esse é um dos pontos que mais exige sua atenção, pois é nessa parte que “a mágica acontece”. Como o seu produto vai chegar ao seu cliente?

A forma de entrega varia conforme o tipo de produto que você vende. Os Correios são, geralmente, os mais lembrados quando o assunto são encomendas. De fato, escolher entregar seus produtos com os Correios é uma alternativa muito viável para quem vende produtos médios e pequenos, pois há limitação de peso e medida.

No caso de lojas que vendem produtos grandes, como móveis e eletrodomésticos, a alternativa é pensar em uma transportadora privada. Para a escolha da transportadora, considere as taxas que ela cobra e sua abrangência, afinal, seus clientes podem estar em qualquer lugar do país e, quem sabe, até fora dele! 

Lembre-se: a entrega também faz parte da experiência do cliente. Por isso, sempre poste os produtos no prazo correto. Também é válido investir em brindes, cartões e “cheirinhos” nas embalagens, dessa forma as chances do usuário voltar a comprar na sua loja são maiores.

Marketplaces ajudam a expandir suas vendas online!

Os marketplaces são como um shopping virtual. É um grande mercado online onde diversas lojas estão disponibilizando seus produtos. Qual a importância de estar presente nos marketplaces? Mais vendas!

O mercado online é muito amplo, por isso, um e-commerce competir com grandes marcas como Mercado Livre, Americanas, Submarino ( grupo B2W), Amazon e muitos outros é uma tarefa muito difícil. A melhor alternativa, nesse caso, é vender dentro desses canais! Por serem marketplaces acessados por muitas pessoas diariamente, suas chances de venda se tornam maiores. 

Cadastrar seu e-commerce e disponibilizar seus produtos sem dúvida é uma maneira muito eficiente de vender mais.

Como falamos antes, a necessidade de ter uma plataforma integrada com os principais canais de venda presentes no mercado hoje, é fundamental. 

Estratégias de marketing digital para e-commerce

O ditado popular “quem não é visto, não é lembrado” pode ser adaptado, no caso das lojas virtuais, para “quem não é visto, não vende”. Ter uma estratégia de marketing digital bem estruturada definirá o sucesso da sua loja. Esteja sempre atento às tendências de e-commerce.

Alguns pontos básicos de marketing digital para seu e-commerce:

  • Invista sempre em SEO, em todas as páginas da sua loja;
  • Esteja atento às campanhas sazonais, como promoções de inverno, verão, feriados e datas comemorativas;
  • Faça a descrição dos seus produtos de maneira atrativa e JAMAIS copie a descrição de outros vendedores;
  • Invista em boas fotos dos produtos;
  • Tenha redes sociais ativas;
  • Não abra mão de um bom design para o seu site e também para os banners do seu e-commerce;
  • Invista em anúncios pagos;
  • Considere uma assessoria de marketing.

Como a V4 Company entende o e-commerce

v4-company-e-commerce

Ter um e-commerce é uma decisão que, para ser acertada, precisa de muito planejamento e atenção a todos os detalhes. Apesar de não ser uma tarefa simples, uma loja virtual pode ser um excelente negócio para sua empresa. Mais vendas, visibilidade, atrair mais clientes e melhorar a sua relação com eles são apenas alguns dos pontos positivos.

E aí, pensou em ter um e-commerce? Saiba como a V4 Company pode te ajudar através do Método V4

Deixe seu Comentário