Marketing de Conteúdo: transforme informação em vendas

Transformar informação em vendas e aumentar a autoridade da sua marca é apenas uma parte do que o marketing de conteúdo é capaz de fazer pelo seu negócio. 

Essa é uma das muitas frentes de atuação do marketing digital. Entretanto, com um objetivo que vai além da captação de leads. Com a geração de conteúdos específicos, é possível engajar e fidelizar um público. 

Dessa forma, esse tipo de estratégia é perfeito para ajudar nas suas vendas. Mas ele também trabalha com a força e imagem da marca, garantindo a captação de leads a longo prazo. 

Ficou interessado né? Por isso, nós da V4 Company – maior assessoria de marketing digital do Brasil – vamos te mostrar o que é o marketing de conteúdo e como fazer o seu negócio crescer com essa estratégia. 

O que é marketing de conteúdo?

Para começar é importante deixar claro que Marketing de conteúdo e Inbound Marketing são coisas diferentes. Entretanto, nem tão diferentes assim, afinal um é combustível para que o outro funcione. Mas como assim? 

No Inbound Marketing é o cliente que chega até o site da empresa de forma passiva. Contudo, sua primeira intenção não é a de compra, e sim buscar respostas sobre determinado assunto. Eventualmente, para matar uma curiosidade e, sem querer, descobrir que precisa de uma solução. Ou seja, ele é um marketing de atração orgânica. 

E o marketing de conteúdo? Simples. Ele é o conteúdo dentro da estratégia de Inbound, possibilitando que ela se torne eficaz. De forma geral, refere-se a todo tipo de conteúdo que salienta ao seu público-alvo o quão autoridade você é em um determinado assunto.

Assim, o “conteúdo de valor” ultrapassa a barreira da “somente venda”. Ele traz benefício a quem lê e ainda gera uma visão positiva da sua marca. Resolve um problema, esclarece uma dúvida ou até mesmo ensina algo. Dessa forma, a venda acaba sendo apenas uma consequência.

Produzir esse tipo de conteúdo ensina seu público a sempre procurar pelo seu site e pela sua empresa quando precisar sanar alguma dor. Essa dor pode ser intelectual ou de serviço. 

Isso acontece porque o público-alvo tem uma tendência muito maior em comprar quando conhece e confia na marca. Imagine você como exemplo, cliente, precisando comprar um tênis.

Em qual loja você iria? Naquela que você já conhece ou em uma completamente desconhecida? É nesse espaço que o marketing de conteúdo pode te ajudar.

Como elaborar sua estratégia de Marketing de Conteúdo?

Fonte: Unsplash

Vale ressaltar que o marketing de conteúdo não funciona sozinho. É preciso uma boa estratégia como base. Só assim você conseguirá ter cada fase do processo mapeada e estará no controle da jornada de compra do possível cliente.

Lembrando que ter um blog corporativo e postar um artigo ou outro não é marketing de conteúdo. Para que isso não se confunda, vamos expor como elaborar essa estratégia de marketing de forma assertiva e inteligente.

Basicamente, a estratégia de marketing de conteúdo abrange cinco passos essenciais. São eles:

Planejamento

Nesta primeira etapa, é imprescindível entender qual será a meta da sua estratégia. Qual a sua função? Qual resultado deverá ser alcançado?

É importante também definir a equipe e quais serão as metas de cada um. Um calendário compartilhado, por exemplo, pode ajudar você e sua equipe a trabalhar de forma mais otimizada, identificando o passo a passo de cada ação.

Aqui, é essencial já definir quais pautas serão abordadas e quais nichos você deve atingir de acordo com a estratégia da sua marca. Fique sempre atento a datas estratégicas e sazonais, por exemplo.

Ou seja, pensar quais conteúdos serão criados. De quais tipos? Qual será o cronograma? Entender isso é importante para guiar melhor sua estratégia e saber qual é o seu público e como você quer impactar ele. 

Conhecimento da persona

Persona é um personagem semi fictício que representa o consumidor ideal a quem seu conteúdo deve ser direcionado. Afinal, tão importante quanto saber o que escrever é saber para quem está escrevendo.

Por isso, é necessário pensar além do público-alvo, que abrange grupos de pessoas de forma mais genérica. Defina sua persona de forma mais específica, como por exemplo: Fernanda, professora de matemática, 50 anos, moradora de Novo Hamburgo. Possui dois filhos, mãe solteira, e divide sua rotina entre trabalho, filhos e jogos de vôlei.

É conhecendo bem a sua persona que você entenderá qual tipo de conteúdo ela prefere. Qual narrativa usar, de qual forma escrever, e até em quais horários distribuir o conteúdo.

Esta é uma etapa importante para guiar todos aqueles que trabalharão na sua estratégia. Assim, a mensagem a ser passada ficará unificada e personalizada.

Criação do conteúdo

Os tipos de conteúdo que podem ser criados são diversos: blog posts, ebooks, e-mails, vídeos, newsletters, etc.

Mas para que esses conteúdos se conversem, o ideal é pensar também em uma estratégia omnichannel. Assim seu público pode seguir buscando por diversos formatos do mesmo assunto dentro dos seus canais. 

Só então é hora de pôr a mão na massa. Assim, vamos conhecer três formas de produzir esse conteúdo.

Blog Posts

Blog posts são estrategicamente importantes para atração de novos clientes. São eles que vão posicionar sua marca em mecanismos de busca, como o Google, e iniciar seu movimento de autoridade. 

O conteúdo postado no seu blog deve ser interessante, relevante e educativo. E, claro, deve estar de acordo com normas ortográficas e regras de SEO. 

Além disso, você deve investir na definição das palavras-chave como método para alavancar seu tráfego. Não esqueça também de disseminar esse conteúdo em redes sociais, YouTube, newsletter e listas de e-mail para aumentar ainda mais seu engajamento.

E-mail marketing

Esta é uma das formas mais comuns de contato com leads e disseminação do conteúdo criado.

Como sempre deve-se prezar pelo conteúdo personalizado e direcionado. Quando o cliente abrir o e-mail deve entender que foi criado especialmente para ele. Não que ele apenas faz parte de uma enorme lista de contatos.

Nesse caso, redija o e-mail em um tom pessoal e, de preferência, assine com seu nome ao invés do nome da empresa.

Algumas ferramentas para automatização permitem que você utilize dados variáveis para personalizar o e-mail. Assim, todos os e-mails enviados conterão o nome do destinatário, tornando a mensagem ainda mais pessoal.

E-books

Bastante utilizados nas estratégias de marketing de conteúdo, os e-books costumam gerar bons resultados. Isso porque, aliados aos blog posts, são ricas fontes de informação.

Fora isso, seu formato permite que o conteúdo abordado seja ainda mais completo. Além disso, também pode ser acessado offline, caso você disponibilize o material para download.

Ao utilizar e-books, sua estratégia também pode conter landing pages para download desse material. Em troca, peça dados do seu lead, como nome completo, email para contato, telefone e cidade.

Assim, você possuirá dados ricos para continuar prospectando clientes e personalizando cada vez mais seus envios.

Distribuição

Agora que você já tem uma estratégia, persona e conteúdos definidos e criados, está na hora de pensar na distribuição.

Mas para isso também é necessário elaborar uma estratégia. Afinal, qual a melhor forma de entregar o conteúdo criado ao seu nicho?

Sabemos que criar conteúdo não é fácil e por isso certifique-se de entregá-lo da melhor forma. Utilize redes sociais e listas de e-mail para fazer com que o conteúdo chegue ao consumidor de acordo com cada segmentação.

Mensuração de resultados

Agora é hora de saber se sua estratégia está realmente dando certo. Para isso existem métricas que merecem sua atenção especial para mensurar resultados. 

Assim, vamos conhecer as métricas e KPIs ideais para mensurar seus resultados com marketing de conteúdo.

Mas antes me responde uma coisa: Growth é uma incógnita no seu negócio? Entenda como alavancar suas vendas a partir dos seus resultados atuais. 

Tráfego

Acompanhe e compare os números de acesso em seu blog ou site. Houve algum aumento? Redução? Observe com atenção, também, o tráfego gerado a partir da distribuição nas redes sociais. Este é um indicativo importante para sua estratégia de marketing de conteúdo.

Lembre-se: quanto mais pessoas estão acessando seu site ou blog, mais relevante você está se tornando para elas.

Engajamento em redes sociais

Como seus seguidores estão reagindo ao conteúdo postado? 

Neste caso, analise likes, comentários, compartilhamentos e salvamentos. Estes são fortes indicativos de que seu conteúdo está gerando interações.

Geração de Leads

Aumentar a geração de leads é um dos principais pontos na estratégia de marketing de conteúdo. 

Uma das maneiras mais comuns de fomentar novos leads é coletando dados em troca de algum conteúdo relevante. Por exemplo, permita que seu lead faça download do seu e-book somente se deixar nome, telefone e e-mail.

Observe a quantidade de cadastros a partir desses formulários também.

SEO

O Google tem um poder enorme quando falamos de buscas online. E, como comentamos anteriormente, estar presente não é mais suficiente. É necessário estar bem posicionado. Isso porque 75% das pessoas não saem da primeira página de resultados.

Neste caso, o SEO (Search Engine Optimization) é seu grande aliado. 

Utilize de ferramentas como SEMRush e Ahrefs para metrificar e mensurar as posições onde seus resultados aparecem no Google. Antes disso, elenque palavras-chaves estratégicas onde você gostaria que sua marca aparecesse quando buscadas.

Quais os benefícios do Marketing de Conteúdo?

Fonte: Unsplash

Segundo dados de 2018, 73% das empresas brasileiras já adotam essa sistemática na sua estratégia de aquisição de clientes e 61,8% pretendem utilizá-la em breve.

Mas o que o marketing de conteúdo traz como benefício para sua empresa? Vamos conhecer.

Tráfego para o seu site

O Google é uma dos principais caminhos para a entrada dos seus leads. Mais de 87% das pessoas veem o buscador como fonte de conhecimento. O buscador processa mais de 1 trilhão de buscas por ano!

Neste caso, entenda o Google como a porta para entrada do seu site.

Produzir conteúdo de valor é a melhor forma de colocar seu site na primeira página do Google. Assim, ele sempre será encontrado pelo seu público quando precisar sanar uma dúvida, resolver um problema ou aprender algo novo.

Dados apontam que as empresas que utilizam Marketing de Conteúdo tem, em média, 2,2 vezes mais visitas em seus sites. E, se você produz pelo menos 13 conteúdos por mês, esse número sobe para 4,2 vezes!

Aumenta seu awareness

Brand Awareness, ou simplesmente awareness, refere-se à consciência de marca que seus consumidores têm. O objetivo dela é fazer uma marca ganhar notoriedade, ser lembrada pelo público e torná-la diferenciada das concorrentes.

Quando você permite que seu público-alvo o encontre no momento de uma dúvida ou problema, passa a entender a sua marca como referência para aquele assunto.

Por exemplo: um leitor assíduo do seu blog vai preferir a sua marca quando precisar comprar um produto ou serviço. Afinal, ele já te conhece e o seu conteúdo já o ajudou diversas vezes. 

Engajamento com a marca

Enquanto o awareness facilita o aumento da sua notoriedade perante seu público, o engajamento garante que as pessoas interajam mais com sua marca. 

Uma comunicação omnichannel, por exemplo, facilita você a ser autoridade para um determinado público. Desta forma, ganhará um novo seguidor em redes sociais, será indicado no “boca a boca” e terá sua marca ainda mais disseminada.

Tudo isso produzindo conteúdo de qualidade que auxilie sua persona no momento certo. O resultado disso são evangelizadores que a recomendam e até a defendem.

Um exemplo desse engajamento é o Nubank. A marca sempre se posicionou como sendo uma “oposição aos bancos tradicionais”. Hoje a quantidade de clientes que a veem como referência – e até a defendem em redes sociais – é enorme.  

Educa o mercado

É natural que, muitas vezes, seu público-alvo não entenda bem sobre o nicho ou sobre o que sua empresa faz. Ou ainda, comum que ele não entenda que possui certas dores (que seu produto ou serviço poderia solucionar).

Esse é o momento que você entra com sua estratégia de marketing de conteúdo. Mas como? Educando seu público e ensinando ele o que fazer e como agir em determinadas situações de trabalho.

A missão aqui é ser referência dentro do seu segmento, aumentando a consciência do seu público para que ele possa concluir a compra por si só.

Aumenta o Lifetime-Value (LTV)

O LTV (Lifetime Value) é uma previsão de todo o valor de um cliente para uma empresa durante todo seu relacionamento com ela.

Pense desta forma: quanto um cliente compra produtos e serviços de sua empresa durante todo período de relacionamento com ela?

Imagine uma faculdade de Biologia. Supomos que os estudantes de Biologia levem 5 anos e meio, em média, para se formarem.

O curso de Biologia tem uma mensalidade média de R$ 1.750,00.

Qual seria o LTV médio desse estudante?

Vamos a resposta: cada ano tem 12 meses, então podemos dizer que um aluno de Biologia gasta por ano 12 x 1.750 = R$ 21.000,00.

Se ele leva, em média, 4 anos e meio para se formar, seu LTV será de 4,5 x 21.000. Portanto, o LTV de um aluno de Biologia é de R$ 94.500,00.

No caso do LTV, você pode alinhar sua estratégia de marketing de conteúdo para engajar sua base de clientes já existente. 

Sendo assim, você pode entender o tipo de conteúdo que esse público precisa e oferecer a ele materiais específicos como newsletter, e-books, planilhas. Todo tipo de conteúdo que possa aumentar sua notoriedade com sua base de leads.

Diminui o Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

O CAC, ou Custo de Aquisição de Clientes, é uma métrica utilizada para descobrir quanto uma empresa investe para adquirir um novo cliente. Esse indicador aponta tudo que foi investido em marketing e vendas para gerar receita.

A questão é que empresas que não veem no marketing de conteúdo uma boa estratégia para aquisição de clientes costumam investir em tráfego pago para sanar essa ausência de leads.

Esta é uma boa estratégia, mas também resulta em CAC alto. Afinal, sabemos que propaganda não é barata.

Com o marketing de conteúdo você pode munir seus clientes de conteúdo que sanem dúvidas na hora da compra. Isso facilita o processo e torna a venda muito menos consultiva.

Marketing de conteúdo vende

E como vende! 

Para isso, sua estratégia deve estar voltada para a venda no final da jornada. Isso porque nem sempre o marketing de conteúdo estará direcionado para a venda.

Para aumentar o seu número de vendas, foque sua produção de conteúdo para guiar os leads por todo o processo de compra e prepare-os para a tomada de decisão.

Se você precisa entender como vender ainda mais com marketing digital, conheça o método desenvolvido e validado pela V4 Company.  Potencialize seu negócio.

Como a V4 pode te ajudar com o Marketing de conteúdo?

Marketing de conteúdo é a estratégia que alimenta e dá força ao inbound marketing. É a partir dele que você pode adquirir novos leads, educar seu público-alvo e ainda aumentar sua autoridade. Tudo isso enquanto aumenta seu LTV e reduz seu CAC.

Com isso, antes de começar sua estratégia, é necessário entender o que você pretende com essa metodologia e analisar todos os pontos antes de colocar a mão na massa. Estude, avalie, conheça sua persona e mensure todos os resultados criados.

Agora, para otimizar suas estratégias de marketing e entender se o conteúdo faz sentido para o seu negócio, contar com uma assessoria de marketing é essencial. Por isso, se você precisa entender como alavancar suas vendas? Fale com a V4 Company. 

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email