Gestão de tráfego para e-commerce: como investir em anúncios para vender mais?

A presença na internet é algo indispensável para empresas que desejam vender mais e querem conquistar cada vez mais destaque no mercado. Nesse sentido, investir no marketing digital como um todo é essencial. Uma das estratégias mais úteis e capazes de trazer melhorias na sua visibilidade digital é a gestão de tráfego.

Por meio dela, você tem a chance de atrair ainda mais visitantes para sua página e ter bons resultados em relação aos seus concorrentes. Quer aprender como utilizar a gestão de tráfego da melhor forma?

Continue lendo.

Se o cliente não encontrar você, ele vai comprar do concorrente

Um fator essencial para conseguir boas vendas é chegar até o cliente. Afinal, para que ele conheça seus produtos e escolha sua marca ao invés de um concorrente, ele precisa saber da existência da sua loja. 

Quando falamos em um comércio físico, a localização é algo muito importante. Estar em um local movimentado, em que as pessoas podem facilmente ver sua loja no dia a dia, ajuda na atração. 

Sendo assim, no ambiente digital não podia ser diferente. Para ter bons retornos, seu público precisa encontrar seu e-commerce e isso se dá por meio do tráfego. Ou seja, pelo fluxo de visitas no seu site. 

Leia mais: Gestor de Tráfego é modinha?

Por isso a gestão de tráfego é algo importante para quem quer crescer no ambiente digital e aumentar as vendas. Saiba mais a seguir. 

O que é gestão de tráfego?

Agora que você já sabe que o tráfego diz respeito ao número de visitantes no seu site e nos outros ambientes digitais que você está presente, é hora de entender que a gestão de tráfego é uma forma de atrair esse público. 

Assim, com uma estratégia bem feita de gestão de tráfego, é possível trazer pessoas até um e-commerce, blog ou página específica de uma empresa. Dessa forma, com o aumento de visualizações das páginas, também são maiores as chances de conversão. 

Nesse caso, é essencial que o gestor de tráfego conheça o negócio e entenda quais os canais mais indicados para ele. Ao mesmo tempo, é preciso conhecer o público para ter mais chances de converter visitantes em possíveis clientes. 

Logo, deve-se trabalhar com a segmentação de público, apostar em canais certos e com anúncios e conteúdos que vão atrair essas pessoas. E claro, analisar métricas é outro ponto importante para saber se os caminhos escolhidos são adequados. 

Os cinco tipos de tráfego

Então, saiba que existem cinco tipos de tráfego. No tráfego orgânico ou tráfego direto, as pessoas chegam até a sua página de forma natural, ao fazer uma pesquisa e encontrar seu site entre os resultados. Desse modo, é importante investir em bons conteúdos.

No tráfego pago, as pessoas encontram anúncios do seu negócio em destaque em páginas de busca e redes sociais. Por isso, ele pode gerar resultados mais rápido e muita visibilidade, então as plataformas exigem que você pague por anúncios.

Há também o tráfego social, em que o público chega até sua página por meio das redes sociais. Assim, se eles encontram algum conteúdo interessante com links, podem chegar até seu site. 

Outro tráfego é o de referência, que se dá por meio das indicações. Nesse caso, você deve criar parcerias com outras páginas e sites que podem indicar o seu negócio, com isso, a audiência tende a confiar na dica e buscar o seu conteúdo. 

O e-mail marketing é outro canal que pode trazer visitantes para seu site. Com boas campanhas e conteúdos de qualidade, existem altas chances dos usuários clicarem em um link no e-mail. 

Tráfego Pago

Uma das formas de apostar na gestão de tráfego e conseguir resultados ainda mais rápido é por meio do tráfego pago. Ele se dá por meio de anúncios feitos em páginas de mecanismos de busca, redes sociais e afins. 

Dessa forma, o tráfego pago pode ser muito eficaz e trazer uma série de benefícios. Confira alguns motivos que podem lhe fazer escolher essa modalidade de tráfego: 

Você deve investir em tráfego pago se precisa:

Aumentar o faturamento

Se você tem uma loja virtual e quer aumentar o faturamento, o tráfego pago é uma estratégia praticamente indispensável. Isso porque, com anúncios adequados, há o aumento de audiência qualificada. 

Ferramentas de anúncios como o Google Ads permitem que seus usuários criem campanhas mais segmentadas. Com isso, é possível definir o perfil de quem deseja alcançar, através de informações como idade, localização, interesses e afins. 

Assim, os anúncios vão atrair pessoas com chances maiores de se tornarem clientes, o que também aumenta as chances de vendas e contribui com um faturamento maior. 

Atrair mais público para seu negócio

Como dissemos, o tráfego corresponde ao nível de visitas no site, e-commerce, redes sociais e afins. Assim, com estratégias pagas e anúncios de qualidade, mais pessoas poderão conhecer seu negócio. 

No caso de anúncios pagos, a própria plataforma tende a entregar seu conteúdo para as pessoas certas, de forma muito mais direcionada. Com mais pessoas sendo alcançadas, maior público seu site terá. 

Vender mais vezes para o mesmo cliente

No e-commerce, além de conseguir atrair novos clientes, é essencial continuar vendendo para uma pessoa que já fez uma compra. Afinal, essas pessoas conhecem sua marca e podem ter mais confiança em comprar novamente.

No entanto, também é preciso fazer uma boa atração, chamando a atenção desse público para seus outros produtos. Assim, você tem a chance de apresentar produtos relacionados aos que foram comprados e outros que podem ser interessantes. 

Logo, os anúncios podem trazer ofertas atrativas ou mesmo ajudar na venda de produtos que estão de acordo com os interesses dos clientes. 

Aumentar o ticket médio

A divulgação dos produtos por meio do tráfego pago também pode colaborar para o aumento do ticket médio da marca. 

Uma boa dica é apostar em anúncios com promoções especiais que podem facilitar a compra de mais produtos. Além disso, é possível usar condições de descontos progressivos e frete grátis a partir de um determinado valor. 

Então, por meio de campanhas para impactar esses clientes, maiores são as chances de as pessoas aproveitarem as vantagens e comprarem mais produtos de uma vez. 

Ser referência no seu nicho

Outro ponto positivo em investir na gestão de tráfego é que além de ajudar na visibilidade do seu catálogo de produtos, ela contribui com a reputação da marca. 

Isso porque, por meio dos anúncios, a sua empresa terá ainda mais destaque. No caso dos anúncios no Google, seu site e produtos vão estar em um local de destaque em páginas de busca. 

Com isso, sua marca terá autoridade em relação ao termo buscado. Isso pode impactar na força do seu negócio como um todo. 

Gerar mais engajamento

Uma forma de gerar mais engajamento é por meio dos anúncios, uma vez que mais pessoas terão contato com sua marca e poderão visitar seu site e redes sociais. 

Ou seja, o tráfego pago também é uma forma de atrair o público e mantê-lo engajado com o seu conteúdo. Com ações frequentes, as pessoas terão ainda mais contato com o que você tem a oferecer e acabarão lembrando mais da marca. 

Reduzir custos operacionais

Apostar em uma forma de anúncio que de fato traz resultados é uma ótima opção para otimizar os gastos da sua empresa. 

Ao invés de gastar em diversos tipos de estratégias, e até mesmo naquelas que não dão tantos retornos, você pode apostar em anúncios eficazes. 

No tráfego pago, a plataforma se compromete a entregar seu anúncio para as pessoas certas durante o período definido. Com isso, as chances de conversão são maiores e você estará gastando com algo que, de fato, ajuda no crescimento do seu negócio.

Destaque-se! Você não é o único anunciando na internet!

Ao investir na gestão de tráfego, você também precisa ficar atento a alguns detalhes que podem ajudar a melhorar seus resultados. 

Por isso, listamos a seguir pontos importantes que você deve se atentar ao investir nos anúncios na internet. 

Veja o que seu concorrente está anunciando 

Uma das dicas importantes para quem quer criar campanhas assertivas é entender o que os concorrentes estão fazendo. Com isso, você pode identificar formas de se destacar em relação a eles. 

Uma boa dica para conferir os anúncios de outras lojas é por meio do Facebook Library. Essa é uma biblioteca de anúncios do Facebook e reúne todas as campanhas que estão no ar na plataforma. 

Por isso, caso você faça anúncios no Facebook, os seus também estarão disponíveis. Logo, com um simples acesso você consegue conferir o que outros negócios estão anunciando e como estão fazendo isso. 

Veja as palavras-chaves que seu concorrente está usando 

O Google Search Console é outra ferramenta que pode lhe ajudar a ter melhores resultados com sua gestão de tráfego. Isso porque ele também oferece informações a respeito de palavras-chave e métricas. 

Google Search Console - Central de Ajuda
Dashboard do Google Search Console

O Search Console conta com uma série de funções para que você acompanhe o desempenho do seu site nas buscas. Você pode verificar o desempenho da página, verificar taxas de cliques, impressões e muito mais. 

Ao mesmo tempo, você pode usar a plataforma para verificar palavras-chave. Na guia de Desempenho, você tem acesso aos termos que estão gerando cliques e impressões para o seu site. 

Você pode descobrir quais termos os usuários estão buscando e nos quais a sua página aparece como resultado. 

Por meio disso, você pode procurar entender quais desses termos os seus concorrentes também estão utilizando. Logo, com uma boa análise, você tem a chance de pensar em estratégias para melhorar seu conteúdo e explorar cada palavra-chave. 

Design atrativo

A primeira impressão do usuário pode acabar determinando se ele vai clicar ou não no seu anúncio. Por isso, na hora de desenvolver uma campanha, não se esqueça de considerar o design. 

A ideia é justamente compor peças que vão chamar a atenção do seu público e gerar conversão. Nesse sentido, é muito importante entender quem você deseja alcançar, para fazer um design que seja atrativo para esse tipo de pessoa.  

Copies persuasivas

Ao criar um anúncio, fique atento também ao texto que estará presente na descrição e chamada. Esse conteúdo deve ser persuasivo, para realmente atrair o usuário para a sua página. 

Ou seja, por meio do copywriting, uma estratégia de escrita que busca a conversão do leitor, seu anúncio se torna ainda mais eficaz. 

Lembre-se que ele estará em um local de destaque, chegando até as pessoas certas e com uma escrita mais chamativa as chances de sucesso são maiores. 

CTAs que convertem

O Call to Action, também conhecido como CTA, consiste em uma chamada para ação. É um recurso que tem como objetivo fazer com que o leitor faça algo após ler seu texto, legenda e afins. 

Botão CTA verde indicando uma chamada para a ação

Na prática, essa chamada para ação pode ser de várias formas, desde uma curtida, compartilhamento e cliques no site. Portanto, contar com um bom CTA no seu anúncio pode ajudar ainda mais a converter o usuário em cliente. 

Quais estratégias são mais efetivas?

Para quem tem um e-commerce e quer apostar em tráfego pago para aumentar as vendas, existem várias estratégias que podem ser úteis. 

Então, confira as informações a seguir para entender qual a melhor opção para o seu negócio.  

Remarketing

Se você quer impactar aquele usuário que entrou no site, viu seu produto, mas não fez a compra, o remarketing é uma opção. Ele também é útil para alcançar aquelas pessoas que já fizeram uma compra há algum tempo. 

Ou seja, a ideia é justamente chamar a atenção dessas pessoas que tiveram um contato com sua marca e que podem finalizar uma compra. 

No Facebook, por exemplo, você pode criar campanhas de remarketing que vão aparecer no feed de usuários que já visitaram o seu site. 

No Google, esses anúncios podem aparecer na Rede de Display, um espaço específico para essas divulgações que costumam ficar em sites e blogs. Por isso, mesmo que o usuário esteja lendo sobre outra coisa, pode visualizar o seu produto. 

Banner à direita: anúncio de rede de display no site El País

Ao mesmo tempo, há a opção de colocar o anúncio nas páginas de busca para que o usuário veja seu produto quando estiver buscando novamente um termo relacionado. 

Contudo, nem sempre o remarketing é realmente efetivo. A Apple disponibilizou uma atualização para iOS em que os usuários podem desativar o compartilhamento de dados. O que atrapalha o rastreamento de anúncios. 

Caso os dados não sejam colhidos pelas plataformas, não será possível acompanhar o comportamento dos usuários. Ao mesmo tempo, se não há o rastreamento dessas pessoas, diminuem as chances de alcance com o remarketing.  

Anúncios SERP

A Search Engine Results Page (SERP) é a lista de resultados que um buscador apresenta quando uma pessoa realiza a pesquisa de algum termo. Nela, estão reunidas opções de sites que se posicionam de forma orgânica e paga. 

Por isso, quem aposta no tráfego pago precisa ficar atento à estratégia para conseguir uma boa posição entre esses resultados. 

Assim, ao fazer o anúncio é necessário escolher a palavra-chave com a qual seu produto estará relacionado. No caso de um buscador como o Google, o anúncio pode ser feito pela própria plataforma de Adwords, que vamos apresentar a seguir. 

Google Ads

Não podemos falar em estratégia de tráfego pago sem mencionar o Google Ads. Afinal de contas, essa é uma das principais plataformas para quem deseja patrocinar link e colocar anúncios em destaque. 

O Google Ads é uma plataforma para publicidade em que os usuários podem fazer anúncios direcionados para seu público-alvo. E claro, eles podem aparecer em páginas de busca, banner em sites, blogs e até Youtube. 

Nesse sentido, com as opções de segmentação que ele oferece, seu anúncio pode alcançar as pessoas certas na melhor oportunidade. É possível programar de acordo com a palavra-chave, público, local e muito mais. 

Facebook/Instagram Ads

Exemplo de anúncio pago no Facebook

As redes sociais também são bons lugares para anunciar seus produtos, uma vez que as pessoas costumam gastar horas conferindo o feed e as novidades da rede. 

Nesse caso, elas são bons espaços para você alcançar pessoas que ainda nem tiveram um interesse direto no seu produto. Mas podem ser atraídas por um anúncio no Facebook e Instagram.

Com isso, você tem a chance de alcançar um público que ainda está na fase de descobertas. Mesmo que a pessoa não tenha a intenção prévia de comprar, a atração pode ser o suficiente para gerar uma venda. 

Por isso, ao apostar no tráfego pago, busque também investir no Facebook e Instagram Ads. Ao entender o seu público, você pode saber mais sobre qual rede social é utilizada por ele e tem a chance de fazer campanhas ainda mais assertivas. 

Em ambos os casos, você tem acesso a uma plataforma completa para definir os valores para cada anúncio, público segmentado, região de abrangência e mais. Logo, é possível definir uma campanha bem personalizada. 

Pinterest

O Pinterest é um site que pode oferecer muita oportunidade de negócio para quem sabe utilizá-lo. Ao trabalhar boas imagens, com descrições adequadas e links para seu site, é possível gerar tráfego a partir dele. 

Atualmente, o Pinterest possui 459 milhões de usuários ativos, sendo 46 milhões só no Brasil. Segundo uma pesquisa da própria plataforma, 80% dos seus usuários semanais descobrem uma nova marca ou produto no Pinterest.

Ainda há dados interessantes sobre as motivações por trás do uso. Com o seu feed recheado de imagens, as pessoas utilizam o Pinterest para buscar inspirações no dia a dia, ideias para projetos, conferir novidades e até tomar decisões de compra.

Assim, saiba que a plataforma disponibiliza duas opções de campanhas: uma focada no engajamento com as fotos e outra para gerar tráfego ao seu website. 

Portanto, a segunda opção é uma ótima maneira de gerar vendas para seu e-commerce. No Pinterest, cada foto publicada recebe o nome de “Pin”, para fazer a campanha, você deve escolher qual conteúdo quer promover. 

Em seguida, só é necessário fazer as configurações, como escolha de termos que são as palavras-chave, localização, idiomas, dispositivos e afins. Por fim, você deve escolher também os valores para promoção. 

Na plataforma você tem a opção de acompanhar a conversão, verificando os dados de cada Pin e como estão os resultados da divulgação. 

Youtube Ads

Exemplo de anúncio do YouTube Ads

Ao utilizar o Google Ads, você tem a possibilidade de criar campanhas também no Youtube Ads. Assim, as publicidades estarão presentes nos vídeos que os usuários assistem. 

Hoje, o Youtube é o segundo maior buscador do mundo, só perdendo para o Google. Portanto, temos outra plataforma para alcançar o público e gerar tráfego. 

Então, por fazer parte do Google Ads, você pode criar o anúncio na plataforma que já utiliza para outras divulgações. Mas claro, por se tratar de Youtube você pode aproveitar outros tipos de anúncios. 

Por exemplo, uma opção são os bumper ads, que são de curta duração e podem aparecer antes do vídeo ou no meio, interrompendo-o. Já os in-stream contam com a mesma lógica, mas possuem uma duração maior. 

No caso do vídeo discovery, o anúncio aparece na própria página de busca do Youtube ou na seção de vídeos recomendados. E no masthead, há um lugar de destaque com um banner na página inicial do Youtube. 

Quanto devo investir para começar?

Na hora de começar campanhas por meio do tráfego pago, pode ser que existam dúvidas a respeito dos valores de investimento. Contudo, saiba que isso pode depender de alguns fatores, por isso, é necessário pensar em alguns detalhes. 

Para começar, você precisa definir bem os seus objetivos para entender qual tipo de estratégia adotar. A partir disso, é possível definir o investimento levando em consideração as ações necessárias para cada caso, qual plataforma utilizar e afins. 

Em seguida, você precisa saber que o investimento mínimo para fazer anúncios diários vai depender da plataforma. 

Por exemplo, no Instagram e Facebook o valor mínimo de investimento diário é a partir de US$ 1. Já o Pinterest permite criar anúncios a partir de R$ 10.

No caso do Google Ads, ao montar sua campanha, a própria plataforma fará a sugestão de valores de acordo com os resultados esperados. Mas você tem a opção de escolher o valor e a partir de R$ 5 por dia é possível investir. 

Além disso, vale lembrar que o tipo de anúncio, o tempo que ele ficará no ar e até mesmo sua concorrência são fatores que influenciam nos gastos. 

Isso porque, palavras-chave mais disputadas podem ter um custo maior. Por exemplo, ao fazer um anúncio na Rede de Pesquisa do Google, você vai participar de uma espécie de leilão.

Desse modo, a sua posição final vai depender de fatores como a qualidade do anúncio, seguindo os padrões determinados pelo mecanismo, e o valor de investimento. Nesse sentido, o seu valor de investimento pode mudar de acordo com a disputa do leilão.

Ao mesmo tempo, você deve considerar o seu ROI, ou Retorno Sobre Investimento. É ideal que você invista um valor que ainda possibilite ter os lucros, mas sem prejudicar o seu orçamento interno. 

Então, é ideal fazer um bom planejamento, estudar as plataformas e entender o quanto você poderá investir. No início, é normal fazer testes e analisar resultados para entender se as campanhas estão funcionando e se é necessário fazer mudanças. 

Dicas para fazer os melhores anúncios

Depois de todas essas informações, você já sabe que o tráfego pago irá lhe ajudar a atrair público para seu site e aumentar suas vendas. Mas para ter resultados ainda melhores, confira algumas dicas a seguir. 

Segmente seu público

A primeira dica para fazer bons anúncios é apostar na segmentação do público. Isso porque, quanto mais segmentado, mais alinhado seu material estará com o público de destino. 

Portanto, é importante entender mais sobre a idade, interesses, hábitos de consumo, necessidades e afins. Você pode construir esse perfil por meio de pesquisas de mercado, interações em redes sociais, questionários e outros. 

Escolha a ferramenta que faça sentido pro que você precisa/quer

A escolha de ferramentas é outro ponto importante para ter bons anúncios. Afinal de contas, para alcançar seus objetivos é essencial escolher o meio correto para colocar a divulgação em prática. 

O Google Analytics, por exemplo, é algo indispensável para monitorar o tráfego do seu site. A ferramenta gratuita do Google oferece uma série de informações sobre as visitas ao site, quais fontes estão convertendo mais público e muito mais. 

Outra dica muito boa é o Google Tag Manager, que ajuda no gerenciamento de tags e códigos de acompanhamento do site. Com isso, em um só lugar você pode fazer todo o controle de tags para monitorar seu site. 

No Tag Manager é possível gerenciar os códigos de rastreio do Analytics, assim como as tags para remarketing que podem ser do Facebook Ads ou Google Ads. 

Use técnicas de neuromarketing

As técnicas de neuromarketing também são importantes para quem deseja criar campanhas assertivas e atrair público para um e-commerce. Para quem deseja aumentar as vendas online, existem diferentes formas de conquistar o público. 

Uma das técnicas mais conhecidas é a psicologia das cores. Isso porque, as cores usadas em materiais conseguem influenciar na emoção do consumidor, assim, determinadas cores são aplicadas nas embalagens, propagandas e afins.  

Já os gatilhos mentais são formas de incentivar a compra por vários tipos de estímulos. A urgência é um deles, nesse caso, você oferece prazos ou algo limitado para que o público consuma. 

Outro exemplo de estímulo é a prova social, em que você mostra para seu público pessoas que já consumiram o produto. Desse modo, ele verá que o que você tem a oferecer já despertou o interesse de muitas pessoas. 

Enfim, existem várias possibilidades a serem trabalhadas e você pode utilizar a que faz mais sentido para suas estratégias.

Seja claro e objetivo

Para criar bons anúncios, busque sempre ser claro e objetivo em seus materiais. Com isso, você pode facilitar o entendimento do seu público. 

Informações em excesso ou organizadas de maneira errada podem confundir o leitor e até mesmo atrapalhar a venda. Logo, coloque sempre as informações mais relevantes de forma que o público encontre o que precisa saber de forma fácil. 

Conclusão

O tráfego pago é uma ótima maneira de atrair visitantes para seu site e convertê-los em venda. Afinal, com anúncios mais direcionados, é possível alcançar pessoas interessadas e que possuem maiores chances de se tornarem clientes. 

Mas claro, para que o anúncio funcione e gere visitas, você deve criar materiais atrativos e que conversem com seu público. Assim como precisa usar as ferramentas certas para criar, gerenciar e verificar as informações de cada anúncio.

Quer levar gestão de tráfego para seu negócio e aumentar suas vendas em pouco tempo? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email