Tráfego pago ou orgânico, em qual devo investir?

O tráfego nada mais é do que o fluxo de pessoas que passam pelo seu negócio. Para conquistá-lo, você pode ir por dois caminhos: o tráfego pago ou orgânico.

O tráfego pago consiste na compra de anúncios na internet. Sabe quando você está olhando entre um story e outro no Instagram, se depara com um post patrocinado e clica no ‘’saiba mais’’? Esse é um exemplo de tráfego pago. 

Já o tráfego orgânico são as visitas geradas em um site sem o intermédio de anúncios. Você ter chegado até esse artigo, por exemplo, é uma forma de tráfego orgânico. 

Além disso, o que mais você precisa saber na hora de escolher entre tráfego pago ou orgânico? Acompanhe esse conteúdo até o final para conferir a resposta!

Visão geral entre tráfego pago e orgânico

Como diz o ditado: quem não é visto, não é lembrado. Por isso, você precisa de tráfego. 

Além disso, quanto maior o fluxo de pessoas em contato com a sua marca, maiores as probabilidades de conversão, ou seja, as chances de venda. Entretanto, para que as vendas sejam realizadas apenas o uso de estratégias de tráfego pago ou orgânico não bastam

É necessário que essas ferramentas estejam em harmonia com algo maior, como a estratégia de marketing digital e o plano de mídia. Assim, os investimentos em tráfego pago ou orgânico serão realizados de forma estratégica e em sincronia com os objetivos do negócio.

Vantagens e desvantagens dos tipos de tráfego

Como visto anteriormente, a principal diferença entre o tráfego pago e o orgânico está na natureza das visitas ao site. 

Mas o que mais deve ser considerado na hora de escolher entre uma estratégia e outra? Confira as especificidades de cada tipo de tráfego.

Tráfego pago

Unsplash

Como falamos anteriormente, o tráfego pago são visitas conquistadas a partir de anúncios. 

Para que você atinja os resultados desejados por meio do tráfego pago, é necessário investir nas plataformas certas e segmentar o público. Assim, algumas vantagens de investir nessa estratégia são: resultados em menor tempo, maior visibilidade do produto ou serviço e aumento da presença digital da marca. 

Entretanto, as desvantagens do tráfego pago são: os valores – vezes pagos em dólares e a concorrência com grandes players do mercado. 

Onde fazer tráfego pago?

Das redes sociais aos buscadores, há uma série de espaços para se investir em tráfego na internet. 

Conheça as principais redes de tráfego:

  • Google Ads; 
  • Facebook Ads;
  • YouTube Ads;
  • LinkedIn Ads;
  • TikTok for Business;
  • Bing Ads;
  • Criteo;
  • Outbrain.

Tráfego orgânico

Unsplash

O tráfego orgânico acontece quando as visitas chegam ao site ou o produto sem que sejam necessários anúncios.

Entretanto, apesar de não envolver os custos com plataforma, esse modelo requer os seus próprios investimentos para que os resultados sejam atingidos. Ou seja, ao seguir por esse caminho, você precisará contar com o auxílio de profissionais de marketing e de conteúdo para planejar e produzir os conteúdos necessários.

As principais vantagens de optar pelo orgânico, na dúvida entre o tráfego pago ou orgânico são: o menor custo por lead, resultados permanentes e relevância. Assim, com artigos bem otimizados, por exemplo, você pode chegar nas primeiras posições do mecanismo de busca pela relevância, e não por ser um produto anunciado. 

Já as principais desvantagens de trabalhar apenas com o tráfego orgânico são: resultados a médio e longo prazo e as frequentes mudanças nos algoritmos e ferramentas oferecidas pelas redes sociais e mecanismos de busca.

Assim, com essa mutação frequente, o que deu certo em um mês pode não funcionar tão bem no mês seguinte. Desse modo, é necessário um planejamento fluido e flexível à mudanças. 

Estratégias de tráfego orgânico

O uso das redes sociais são parte de uma estratégia bastante popular de tráfego orgânico, mas não as únicas. Veja quais são as outras: 

  • SEO;
  • Marketing de Conteúdo;
  • Inboud Marketing.


Tráfego pago ou orgânico: qual escolher? 

Primeiramente, nem todas as fontes de tráfego são aplicáveis a todos os momentos do negócio. 

Antes de definir em qual tráfego investir, você precisa entender qual o seu produto, o seu público, os recursos disponíveis, e principalmente os seus objetivos. Desse modo, você conseguirá decidir em qual tipo de tráfego investir. 

Seja o tráfego pago ou orgânico escolhido, ambas estratégias envolvem custo e tempo. 

No tráfego orgânico, por exemplo, os investimentos não serão com as plataformas, mas sim com a produção e o gerenciamento de conteúdos. 

Em resumo, tanto o tráfego pago como o tráfego orgânico são ferramentas em que investimentos financeiros são necessários. O que muda de uma para outra nesse ponto é a natureza dos custos. 

Posso combinar as duas estratégias?

Tráfego pago ou orgânico são estratégias que quando combinadas e usadas de forma estratégica funcionam muito bem. 

Ao combinar ambos modelos, é preciso compreender que nenhuma estratégia é mais ou menos importante que a outra. Ambos modelos de tráfego são complementares.

A importância do tráfego dentro do Método V4

O tráfego, seja ele pago ou orgânico, é um dos pilares da metodologia que transformou a V4 Company na maior assessoria de marketing do país. É no tráfego que tudo começa. É através de anúncios ou de buscas espontâneas que o lead encontrará uma marca e a conversão acontece. 

Fora do marketing digital, o tráfego é como o momento em que o cliente avista a vitrine e resolve entrar em um estabelecimento. Desse modo, o primeiro passo para que a conversão aconteça é estar visível para as pessoas certas.

Quer saber mais sobre o papel do tráfego dentro da nossa metodologia? Baixe agora o guia prático do Método V4!

Buscando ampliar os seus conhecimentos em marketing digital? Acesse o nosso conteúdo especial sobre o que é marketing digital!

Deixe seu Comentário

email marketing v4 company

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos posts diretamente em seu email